´Banho demais pode prejudicar pele de bebês´, diz estudo

Bebês de hoje têm duas vezes mais chance de terem problema do que seus pais

Agencia Estado

12 de junho de 2007 | 05h22

Um estudo publicado na revista Mother and Baby indica que bebês "limpos demais" são mais propensos a ter doenças de pele como eczema. De acordo com a pesquisa, os bebês de hoje têm duas vezes mais chances de terem problemas de pele do que os da geração de seus pais. O estudo mostrou que três em cada cinco bebês tomam cinco banhos por semana, quando a média aconselhável é de dois a três no máximo. Para Elena Dalrymple, editora da revista e organizadora da pesquisa, a pele do bebê é cinco vezes mais fina que a de um adulto e, por isso, requer cuidados diferentes. "Não é uma boa idéia dar banho nos bebês todos os dias. Duas ou três vezes por semana é mais do que suficiente e, nos intervalos, pode-se aplicar outro tipo de higiene", aconselha Dalrymple, em entrevista ao jornal Metro. De acordo com a pesquisa, 33% das meninas e 37% dos meninos analisados têm a pele sensível, o que é mais do dobro da média registrada em pesquisas anteriores."Talvez os bebês de hoje sejam limpos demais, mas é verdade também que os produtos de limpeza contêm muito mais químicos do que os de antigamente", acrescentou a jornalista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.