Barco de imigrantes afunda na costa líbia e deixa 11 mortos

A Guarda Costeira, um rebocador italiano e um helicóptero da Marinha continuam as buscas por sobreviventes

Steve Scherer, Reuters

04 de novembro de 2012 | 13h37

A Guarda Costeira da Itália e a Marinha reconheceram os corpos de 11 somalis, a cerca de 56 quilômetros da costa da Líbia no sábado e no domingo, depois que uma balsa motorizada que eles usavam para tentar chegar à Itália afundou, informou a Guarda Costeira.

Dois barcos da Guarda Costeira e um navio da Marinha tiraram outros 17 somalis da água, de acordo com comunicado enviado neste domingo. Os sobreviventes e os mortos estão sendo levado à ilha italiana de Lampedusa.

A Guarda Costeira, um rebocador italiano e um helicóptero da Marinha continuam as buscas por sobreviventes.

Milhares de pessoas morreram tentando fazer a perigosa travessia do norte da África até a Europa em superlotadas e geralmente inseguras embarcações. Nos últimos anos, a Itália se tornou o principal destino de migração marítima ao sul da Europa, que normalmente é da Líbia.

Tudo o que sabemos sobre:
NaufrágiosomalisLíbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.