Base começará a ser refeita no verão de 2013

O governo brasileiro pretende recomeçar, no verão de 2013 para 2014, a reconstrução da base naval Comandante Ferraz, na Antártida, destruída por um incêndio em fevereiro. O próximo verão à remoção dos escombros.

TÂNIA MONTEIRO / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

27 Abril 2012 | 03h01

As informações foram prestadas pelo comandante da Marinha, almirante Júlio Soares de Moura Neto. "No próximo verão, montaremos uma verdadeira operação de guerra para desmontar a estação e remover todos os destroços", disse o almirante, que revelou que R$ 40 milhões serão gastos na primeira etapa de recuperação da área.

O comandante da Marinha informou que a definição dos novos projetos que serão desenvolvidos na região ficará a cargo da comunidade científica e das universidades. Com o incêndio, 40% dos projetos que eram tocados na estação foram perdidos, mas a pesquisa não parou porque 60% eram desenvolvidos fora da base Antártica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.