Batalha ajudou outros casais

Em julho deste ano, reportagem do Estado mostrou que a batalha travada pelo casal de médicos Ricardo Tapajós e Mario Warde para ser reconhecido como família no tradicional Club Athletico Paulistano, nos Jardins, zona sul de São Paulo, estava ajudando outros casais homossexuais a conseguir títulos de sócios em associações esportivas da cidade.

O Estado de S.Paulo

04 Dezembro 2012 | 02h04

Dos 13 clubes procurados pela reportagem, 9 afirmaram respeitar os direitos assegurados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que reconheceu a união homoafetiva, em maio do ano passado. Entre os locais citados estavam a Sociedade Hebraica, o Esporte Clube Banespa e o Clube Esperia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.