BB ajudará em esforço do governo para reduzir spreads

O Banco do Brasil tem expectativa de "colaborar bastante" com o esforço do governo para reduzir os spreads bancários, afirmou nesta quarta-feira o presidente da instituição financeira, Aldemir Bendine.

REUTERS

14 Março 2012 | 11h53

O executivo, que esteve reunido nesta manhã com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, evitou dar detalhes dos temas tratados no encontro.

Ao ser questionado se o assunto spread bancário estava na pauta, Bendine respondeu que faz parte da "agenda permanente", mas que ainda há "uma série de pontos que a gente precisa estudar".

"O modelo de financiamento do país precisa ser revisto", disse Bendine a jornalistas ao deixar o Ministério da Fazenda, sem elaborar mais.

O spread bancário é a diferença entre o custo de captação do dinheiro pelo banco e o juro cobrado do tomador final.

(Reportagem de Luciana Otoni)

Mais conteúdo sobre:
BANCOS BB SPREAD*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.