BB corta juros para pequenas e médias empresas

O Banco do Brasil divulgou nesta quarta-feira novos cortes de juros para as micro e pequenas empresas, com destaque para o cheque especial, ampliando seu programa de reduções nas taxas pouco mais um mês após os primeiros anúncios.

REUTERS

09 Maio 2012 | 12h53

O custo do cheque especial passou para a taxa única de 3,94 por cento ao mês, ante taxa anterior de 9,13 por cento ao mês, informou o BB em comunicado.

Os novos juros serão válidos para clientes que aderirem aos serviços de assessoria financeira para empresas oferecidos pelo banco.

A contratação do produto tem uma condição: se o tomador ultrapassar 60 por cento do limite, o montante vira uma dívida que pode ser parcelada em até 24 vezes, com taxa mensal de 2,94 por cento, explicou a jornalistas o diretor de micro e pequenas empresas do BB, Adilson do Nascimento Anísio.?

O banco também cortou os juros de duas linhas de capital de giro. A taxa mínima da modalidade BNDES Capital de Giro Progeren foi reduzida para 0,89 por cento ao mês, ante 0,96 por cento ao mês anteriormente.

Já a linha BB Capital de Giro Mix Pasep teve sua taxa mínima reduzida para Taxa Referencial (TR) mais 0,99 por cento ao mês (taxa equivalente de 1,01 por cento ao mês), de TR mais 2,14 por cento ao mês.

Em outra frente, o BB prorrogou até o final de junho as condições especiais de taxa e prazo para clientes que tomarem empréstimos para liquidar financiamento em outros bancos. Nesse período, o BB oferecerá taxa a partir de 0,89 por cento ao mês e prazo máximo de 60 meses, e carência de até seis meses para pagamento da primeira parcela da operação.

Além disso, neste mês as empresas poderão antecipar recebíveis referentes a compras do Dia das Mães, com taxas com juros a partir de 1 por cento ao mês.

(Reportagem de Aluísio Alves)

Mais conteúdo sobre:
BANCOS BB JUROS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.