BC chinês retira US$ 3,8 bilhões do mercado

O banco central da China surpreendeu ontem ao retirar 26 bilhões de iuans do mercado, o equivalente a US$ 3,8 bilhões. Isso mostra a intenção do governo de administrar a liquidez. O mercado não previa o movimento e apostava que o BC iria querer assegurar ampla liquidez durante esta época do ano, quando o consumo é elevado. O governo chinês tem enfatizado que manterá uma política monetária "apropriadamente" afrouxada para garantir a recuperação econômica. Essa determinação, no entanto, não impede que o banco central chinês evite que a liquidez alcance níveis excessivos.

, O Estadao de S.Paulo

31 Dezembro 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.