BCE mantém juros e aguarda implementação de novas medidas de financiamento

O Banco Central Europeu (BCE) deixou as taxas de juros inalteradas nesta quinta-feira, evitando novas medidas de política monetária conforme se prepara para lançar novos financiamentos a bancos no mês que vem com a expectativa de que elevem a inflação de níveis mínimos.

REUTERS

07 Agosto 2014 | 09h10

A decisão de deixar as taxas de juros inalteradas era esperada depois que o BCE as cortou em junho, levando sua taxa de depósito para abaixo de zero e anunciando uma nova rodada de empréstimos de longo prazo para bancos, que serão vinculados a empréstimos para companhias menores. O primeiro destes empréstimos será disponibilizado em 18 de setembro.

Na reunião desta quinta-feira, o BCE manteve sua principal taxa de refinanciamento na mínima recorde de 0,15 por cento, como esperado.

O BCE também manteve a taxa de depósito de um dia para o outro em -0,10 por cento, o que significa que bancos pagam para manter recursos no banco central, e manteve sua taxa de empréstimo em 0,40 por cento.

Os mercados agora voltam suas atenções à coletiva de imprensa com o presidente do BCE, Mario Draghi, às 9h30 (horário de Brasília), na qual ele deve oferecer uma explicação mais detalhada sobre a decisão do BCE.

(Por Paul Carrel)

Mais conteúdo sobre:
MCROBCEPOLITICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.