Beauty Fair deve receber 80 mil visitantes

O cenário do mercado de beleza está cada vez mais inovador e competitivo no Brasil. Essa tendência pode ser comprovada nos corredores da terceira edição da Beauty Fair, Feira Latino-Americana de Cosméticos e Beleza, que acontece de hoje a 4 de setembro, no Expocenter Norte, em São Paulo. O evento, voltado para os lojistas, profissionais e comerciantes do setor, reunirá nada menos que 300 expositores e 600 marcas nacionais e internacionais. Elas estarão espalhadas por 40 mil metros quadrados, área 40% maior do que a edição do ano passado. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o setor faturou R$ 17,5 bilhões em 2006, cifras que colocam o Brasil como terceiro maior mercado do mundo. Da primeira para a segunda edição da feira, o número de visitantes saltou de 45 mil pessoas para 75 mil pessoas, uma alta de 150%. Já para a edição 2007, o crescimento será mais modesto. Segundo a organização, 80 mil pessoas devem percorrer os estandes da feira. "O crescimento de público este ano não será tão grande se comparado às edições anteriores, pois queremos qualificar e não quantificar. Estamos restringindo a entrada do público final para profissionalizar ainda mais a feira", explica a gerente operacional da Beauty Fair, Rúbia Araújo.NegóciosSegundo Rúbia, a organização irá promover, paralelamente à feira, fórum de negócios e workshops para lojistas e comerciantes, congresso científico para os profissionais da área e um congresso voltado para manicures. Com tanta concorrência, a reciclagem profissional é fundamental para sobreviver no setor. "Eles não querem apenas saber o que estará nas lojas na próxima temporada", conta. O empresariado acompanha o entusiasmo da organização do evento. O vice-presidente da Embelleze, Jomar Beltrame, acredita que a feira é uma oportunidade para estreitar ainda mais o relacionamento com os profissionais. "O profissional é o principal ator dessa peça gigante. Temos que aproveitar essa ocasião para sabermos o que eles acham da marca", diz. A empresa, fabricante de colocação e produtos para cuidados capilares, espera encerrar 2007 com um crescimento de 35%. "Esperamos produzir 103 milhões unidades ante 82 milhões produzidas no ano passado", revela. O céu de brigadeiro também é visto pela Taiff, empresa de produtos elétricos profissionais para cabeleireiros, que espera repetir os bons negócios do ano passado. "A nossa meta é fechar de 25% a 30% do faturamento do mês nos quatro dias de evento", afirma a gerente de marketing da Taiff, Débora Bergamasco, acrescentando que a expectativa para o ano é de crescimento de 30% no volume de negócios em relação a 2006.NovidadesA grande atração da feria será o Beauty Fair Summer Collection, um desfile que mostrará as últimas novidades da beleza e da moda para a estação mais quente do ano. Um show com lugares disputadíssimos para ver a participação de renomados cabeleireiros e queridinhos de celebridades como Carlos Carrasco, Celso Kamura e Mauro Freire. "As luzes e os reflexos vão dominar os fios", afirma Kamura. "As raízes escuras e as pontas claras já estão fora de moda", complementa. "O fundamental é mostrar que o cabelo não tem hora nem data marcada. Não pode parecer que acabou de sair do salão", destaca Mauro Freire. No campo das unhas, um acessório que se tornou fundamental na composição do look, dar asas à criatividade é a peça-chave para a próxima estação. "O dourado virá muito forte, mas a grande novidade é a ''''francesinha diferenciada'''', ou seja, a unha no tom escuro e a ponta em tom claro", destaca a gerente de marketing da Impala Cosméticos, Marina Cabral. A maquiagem do verão, segundo Kamura, terá naturalidade, porém muito bem construída. "A maquiagem será natural, mas moderna com a presença do prata", afirma. "Os olhos terão o rosa e o verde com um delineador mais grosso e a boca será marcada pelo vermelho opaco", revela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.