Bebê de um mês é sequestrado em Várzea Grande, no MT

Um bebê de um mês e 15 dias foi sequestrado dos braços da mãe na manhã desta sexta-feira, 26, em Várzea Grande, no Mato Grosso. A mãe, Juliane Aparecida das Neves, de 30 anos contou que tudo aconteceu no momento em que ela descia de um ônibus ao retornar para casa depois de levar a filha ao Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande.

FÁTIMA LESSA, Estadão Conteúdo

26 Setembro 2014 | 16h09

Ela contou ter sido rendida por uma mulher que estava dentro do ônibus. Assim que ela desceu do coletivo essa mesma mulher armada teria anunciado um assalto. O sequestro teria tido a cobertura de mais duas mulheres que estavam em um carro da marca Peugeot, de cor prata. "Com a arma apontada para mim, fiquei apavorada. Ai desceu uma mulher do carro prata e tomou minha filha. Uma delas disse para eu tomar meu rumo sem olhar para trás porque senão levava (sic) um tiro", contou.

O pai da criança, Carlos Ferreira da Silva, de 26 anos, metalúrgico, foi avisado e seguiu para a Delegacia Central de Flagrantes de Várzea Grande onde encontrou a mulher que registrava o boletim de ocorrência. O bebê sequestrado é o primeiro filho do casal.

A tia da criança, Juliane Auxiliadora Gonçalves das Neves, empregada doméstica, disse que a família está abalada. "Estamos com pés e mãos amarrados, sem saber por que isso aconteceu. A gente acredita que ela estava sendo seguida desde o hospital por alguém que procurava um recém-nascido para roubar".

Na delegacia, os pais do bebê começaram ser ouvidos a partir do meio-dia. A polícia tem evitado dar maiores informações para não atrapalhar as investigações.

Mais conteúdo sobre:
sequestrobebêVárzea GrandeMT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.