Bebê internado em Caçapava-SP não sofreu queimadura

O bebê de um mês que teria sofrido queimaduras no tornozelo direito em um hospital de Caçapava, no interior de São Paulo, teve na verdade uma lesão conhecida como soroma. A informação foi divulgada hoje, através de uma nota da Fundação de Saúde e Assistência do Município de Caçapava (Fusam).

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 14h53

O relatório médico feito ontem aponta para infiltração do acesso venoso, ou seja, o medicamento que foi dado ao bebê extravasou as veias. De acordo com o relatório, não existe sofrimento vascular, muscular ou motor do tornozelo afetado.

O bebê estava internado no hospital desde o dia 14, com doença respiratória grave. Ele apresentou melhora tanto do quadro clínico inicial quanto na lesão na perna. Na nota, a Fusam afirma que o "tecido já absorveu todo o infiltrado, encontrando-se em fase final de cura, sem quaisquer sinais de infecção ou morte tecidual". O fato está em sindicância pela Comissão de Apuração de Responsabilidade da fundação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.