Belgas tentam quebrar recorde mundial de expedição na Antártica

Dois exploradores belgas vão tentar estabelecer um novo recorde mundial para a expedição polar mais longa já realizada sem apoio externo ou ajuda motorizada, viajando mais de 6 mil quilômetros em 100 dias por toda a Antártica.

ROBERT-JAN BARTUNEK, REUTERS

18 de outubro de 2011 | 17h07

O aventureiro veterano Dixie Dansercoer, que cruzou o continente em 1997, e Sam Deltour, de 26 anos, querem se aproveitar dos padrões específicos de vento em torno do continente para cobrir grandes distâncias usando pipas para ajudar a deslizar seus trenós pesados através do gelo e da neve.

Isso vai permitir que eles viajem até 300 quilômetros por dia a uma média de 60 quilômetros para quebrar o recorde mundial atual do norueguês Rune Gjeldnes, que viajou 4.800 quilômetros em 90 dias há cinco anos.

"Seria impossível se tivéssemos de puxar os trenós por conta própria", explicou Dansercoer, que começa sua expedição em 4 de novembro, em uma entrevista coletiva nesta terça-feira.

A rota irá levá-los em uma volta partindo da estação russa de pesquisa Novolazarevskaya até o Pólo Sul, antes de retornarem por território ainda inexplorado entre a estação de pesquisa de Vostok e a plataforma de gelo Shackleton.

Cada um da dupla terá um trenó pesando inicialmente 190 quilos, com alimentos, tendas, pipas e equipamentos científicos.

Durante a viagem, eles medirão padrões de ventos e fornecerão informações sobre a qualidade do gelo que encontrarem para cientistas na Bélgica que estudam mudanças climáticas.

Para Deltour, ser um explorador polar se tornou um sonho após ele ter encontrado um livro sobre a primeira expedição polar em sua biblioteca local aos 12 anos de idade. Ele disse que estava ciente de que uma exploração não era uma tarefa fácil.

"A espécie humana não foi feita para a Antártica", afirmou Deltour. "Você tem que confiar em seus instintos."

Dansercoer e Deltour planejam alcançar o Pólo Sul por volta de 14 de dezembro, 100 anos depois do dia em que o explorador norueguês Roald Amundsen foi o primeiro a pisar no local.

Amundsen chegou ao Pólo Sul em 1911 e também participou da primeira expedição à Antártica no inverno de 1897 em um navio chamado "Bélgica".

Mais conteúdo sobre:
ANTARTICAEXPEDICAOBELGAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.