Bento 16 pede mais respeito pelo dia de domingo

Papa disse que lazer deve ser acompanhado com atenção pelo lado espiritual.

BBC Brasil, BBC

09 de setembro de 2007 | 14h22

O papa Bento 16 fez um apelo para que o dia de domingo seja mais respeitado, durante a celebração de uma missa em Viena, na Áustria.O papa terminou neste domingo uma visita de três dias ao país.Em seu sermão, Bento 16 disse que o domingo foi transformado em um dia de lazer pelas sociedades ocidentais modernas."Tempo para o lazer é, com certeza, algo bom e necessário, especialmente em meio à correria do mundo moderno", afirmou.Ele afirmou, no entanto, que esse tempo de lazer pode representar um desperdício se não for acompanhado por uma atenção para o lado espiritual."Dê à alma o seu domingo, dê ao domingo sua alma", disse Bento 16, citando uma frase usada por um bispo alemão no século 20.O correspondente da BBC na Áustria, David Willey, diz que a visita do papa ocorreu em um momento em que a influência da Igreja Católica está em queda no país.Segundo Willey, estatísticas da igreja mostram que o número de austríacos que vão à missa todos os domingos vem caindo e hoje representa apenas uma pequena proporção dos que se denominam católicos.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
papa bento 16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.