Berlusconi saúda 'bronzeado' Obama

O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi fez uma saudação entusiasmada, embora não convencional, à eleição de Barack Obama, citando entre os atributos do presidente eleito dos Estados Unidos a juventude, a beleza e o "bronzeado". Falando em uma coletiva conjunta com o presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, em Moscou, o magnata da mídia também disse que a eleição de Obama foi "aclamada pela opinião pública como se fosse a chegada de um messias". "Vou tentar ajudar as relações entre a Rússia e os Estados Unidos, onde uma nova geração chegou ao poder. Eu não vejo nada que impeça Medvedev de travar boas relações com Obama, que também é bonito, jovem e bronzeado", disse. Berlusconi, que também se mantém bronzeado o ano todo, é conhecido nos círculos diplomáticos por fazer comentários inapropriados. Em seu primeiro encontro com o primeiro-ministro dinamarquês, Anders Fogh Rasmussen, em 2002, Berlusconi o cumprimentou com as palavras: "Rasmussen não é somente um ótimo colega, é também o primeiro-ministro mais bonito da Europa." E acrescentou: "Ele é tão bonito que estou pensando em apresentá-lo à minha mulher." Berlusconi despertou um pequeno impasse diplomático em 2005, quando sugeriu que teria paquerado a presidente finlandesa Tarja Halonen para fazer com que ela apoiasse a Itália em seus esforços para sediar a Autoridade Européia de Segurança Alimentar. "Eu tive de usar todas as minhas táticas de playboy, mesmo que não tivessem sido usadas há um bom tempo", disse Berlusconi, o que fez Helsinque exigir que o embaixador italiano explicasse o comentário. (Reportagem de Alberto Sisto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.