Blackstone desiste de compra da Dell após queda do mercado--fontes

O Grupo Blackstone desistiu das tentativas de comprar a Dell, relataram três pessoas familiarizadas com o assunto, na quinta-feira, facilitando o caminho para o fundador Michael Dell e para a aliada Silver Lake prosseguirem com um acordo de 24,4 bilhões de dólares para adquirir a terceira maior fabricante de PCs do mundo.

Reuters

19 de abril de 2013 | 08h24

A Blackstone se retirou apenas um mês depois de ter lançado uma oferta rival à tentativa do bilionário para fechar o capital da fabricante de PCs que ele fundou.

A Blackstone desistiu do negócio alegando uma queda sem precedentes de 14 por cento nas vendas da indústria de PCs no primeiro trimestre. Contribuiu também uma previsão menor de lucro feita pela administração da Dell, que estimou queda no lucro operacional de 3,7 bilhões para 3 bilhões neste ano fiscal, disse uma das fontes.

A Blackstone e o investidor Carl Icahn, que assumiu uma participação significativa na empresa e se opõe à aquisição por Michael Dell, fizeram ofertas preliminares para a empresa, desafiando o acordo de Dell com a Silver Lake.

As chances da oferta rival de Icahn são menores do que as da Blackstone, afirmam analistas, mas o acordo de Dell com a Silver Lake ainda enfrenta forte oposição de alguns acionistas da fabricante de PCs, incluindo a Southeastern Asset Management, que detém 8,4 por cento da empresa.

Dell, Blackstone e Silver Lake não quiseram comentar. Icahn não pode ser imediatamente contatado sobre o assunto.

Icahn e Blackstone ofereceram cada um alternativas que manteriam parte da Dell como empresa pública. Icahn propôs pagar 15 dólares por ação por 58 por cento da Dell, enquanto a Blackstone havia indicado que poderia pagar mais de 14,25 dólares por ação por toda a empresa.

Ambas as estruturas propostas de acordo deixariam a companhia com uma dívida considerável e manteriam a empresa nos mercados acionários. A Silver Lake propõe 13,65 dólares por ação, numa oferta toda em dinheiro que fecharia o capital da Dell.

A Dell afirmou na terça-feira que Icahn tinha concordado em não aumentar mais sua participação na empresa para mais de 10 por cento e que ele poderia se aliar com outros acionistas sobre uma oferta potencial pela fabricante de computadores.

(Por Greg Roumeliotis e Soyoung Kim)

Tudo o que sabemos sobre:
TECHBLACKSTONEDELL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.