Blocos voltam a arrastar multidões em Belo Horizonte

Uma multidão voltou a tomar as ruas de Belo Horizonte neste domingo (15) para acompanhar os mais de 20 blocos carnavalescos que animam a folia em praticamente todas as regiões da capital. Segundo a Polícia Militar (PM), cerca de 80 mil pessoas participaram dos blocos que fizeram a festa no sábado e a estimativa é de que número semelhante anime o carnaval na capital neste domingo.

MARCELO PORTELA, Estadão Conteúdo

15 Fevereiro 2015 | 18h01

A folia mais uma vez começou cedo, com o bloco Pena de Pavão de Krishna, na região da Lagoinha. Com a já tradicional pintura azul nos corpos, os participantes pularam ao som de músicas de Caetano Veloso até o início da tarde. De acordo com a PM, cerca de 5 mil pessoas acompanharam o bloco carnavalesco com nuances esotéricas.

Já o Unidos do Samba Queixinho, que desfila pelo sétimo ano consecutivo, arrasta uma multidão de cerca de 15 mil pessoas da Praça da Liberdade em direção à região do bairro Santa Efigênia. Com cerca de 300 integrantes na bateria, o bloco fez uma homenagem ao Dia dos Mortos ao estilo da celebração mexicano ao ritmo principalmente de tradicionais marchinhas e enredos de escolas de samba.

E a multidão deve crescer, pois outros blocos, como o Ordináááários, também desfila pela Avenida Brasil, mesmo roteiro do Queixinho. "É o melhor carnaval que há. E a gente aproveita para encarar esse problema com alegria", declarou a publicitária Ludmila Galvão, de 23 anos, fantasiada com uma toalha em "homenagem" à crise hídrica que ameaça causar racionamento de água no Estado.

Mais cedo, a mesma Praça da Liberdade foi ocupada pelo Bloco dazÍndias, que estreia no carnaval com a folia dedicada às famílias e crianças. Diversos outros blocos estão nas ruas na tarde deste domingo e ainda há outros cuja concentração só começará no início da noite.

Mais conteúdo sobre:
Carnaval blocos Belo Horizonte

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.