Blogueiro que vazou disco de Guns N' Roses terá que fazer anúncio antipirataria

Internauta que divulgou trechos de álbum da banda foi condenado a participar do anúncio.

BBC Brasil, BBC

15 Julho 2009 | 18h00

Um blogueiro americano que divulgou ilegalmente músicas do disco mais recente da banda Guns N' Roses, Chinese Democracy, foi condenado a participar de um comercial antipirataria.

O internauta Kevin Cogill também recebeu na segunda-feira em um tribunal de Los Angeles as penas de um ano de detenção com suspensão condicional da sentença e dois meses de prisão domiciliar.

Cogill, que terá ainda que submeter seus computadores à fiscalização das autoridades, admitiu ter infringido direitos autorais no ano passado após postar nove músicas de Chinese Democracy na Internet.

O anúncio do blogueiro, para a Associação da Indústria Fonográfica Americana, deverá ser divulgado no prêmio Grammy em janeiro do ano que vem.

Prisão

Cogill estava sujeito a uma pena máxima de um ano em uma prisão federal, uma multa de US$ 100 mil e cinco anos de prisão domiciliar.

Ele pediu desculpas por suas ações no tribunal na terça-feira, alegando que não tinha a intenção de causar nenhum mal ao publicar as músicas no site Antiquiet.

"Nunca tive a intenção de prejudicar o artista. Eu apenas queria promovê-lo, porque eu era um fã'', afirmou.

O advogado de defesa de Cogill havia alegado que uma pena de detenção seria excessivamente severa, visto que ele já havia perdido o seu emprego devido à acusação.

Chinese Democracy, o primeiro disco do Guns N' Roses em 17 anos, foi lançado em novembro do ano passado, e sua produção custou mais de US$ 13 milhões.

O álbum vendeu mais de 537 mil cópias nos Estados Unidos e 2,6 milhões mundialmente. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.