BM&FBovespa lucra R$300,1 milhões no 2o trimestre

A BM&FBOVESPA anunciou nesta terça-feira que teve lucro líquido de 300,1 milhões de reais no segundo trimestre, um avanço de 2 por cento em relação a igual período de 2011.

Reuters

07 de agosto de 2012 | 20h17

A última linha veio pouco abaixo da previsão média de nove analistas consultados pela Reuters, de 317,7 milhões de reais para o período.

O resultado operacional medido pelo Ebitda foi de 403,8 milhões de reais entre abril e junho, um avanço de 28,9 por cento no comparativo anual.

O aumento dos volumes negociados no período fizeram a receita bruta da companhia atingir 603,2 milhões de reais no trimestre, aumento de 15,7 por cento no comparativo anual.

Além disso, a bolsa conseguiu reduzir em 0,4 por cento suas despesas totais no ano a ano, para 166,1 milhões de reais.

Assim, a bolsa reduziu o orçamento previsto para despesas operacionais ajustadas de 2012, do intervalo de 580 milhões a 590 milhões de reais para 560 milhões a 580 milhões de reais.

Segundo a companhia, a mudança refletiu principalmente "melhorias nos processos de acompanhamento de despesas, maior eficiência operacional e aumento do montante capitalizado de certas despesas de pessoal".

A companhia anunciou também o pagamento de 240,1 milhões de reais em dividendos, o que corresponde a 80 por cento do lucro líquido do período.

(Por Aluisio Alves)

Mais conteúdo sobre:
FINANCASBMFBOVESPARESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.