BM&FBovespa: queda no juro é positiva para volumes

Uma queda nos juros brasileiros que pode acontecer nos próximos meses está impulsionando o crescimento mais forte do que o esperado nos volumes de negócios para contratos futuros das taxas na BM&FBovespa, especialmente para vencimento mais longo, afirmou o diretor financeiro, Eduardo Guardia, nesta sexta-feira.

REUTERS

11 Maio 2012 | 11h33

O chamado segmento de derivativos da operadora de bolsa, a terceira maior do mundo, está se beneficiando com a expectativas de que as taxas no país podem, em breve, atingir patamares mais baixos recordes, disse Guardia em uma teleconferência para discutir os resultados do primeiro trimestre.

"Os volumes na BM&F estão reagindo positivamente" para expectativas de menores taxas, disse Guardia. "Vemos que os volumes estão crescendo acima da tendência no ponto mais longo da curva".

As ações da empresa subiam 1,178 por cento, a 10,31 reais, nesta sexta-feira, enquanto o Ibovespa avançava 0,63 por cento.

Na quinta-feira, a empresa divulgou um crescimento acima do esperado nas linhas de receita e Ebitda, embora o lucro tenha vindo levemente abaixo do esperado pelo mercado no primeiro trimestre.

(Por Guillermo Parra-Bernal)

Mais conteúdo sobre:
FINANCAS BMFBOVESPA VOLUMES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.