BNDES aprova empréstimo de R$ 733,5 mi para MS

Rio, 06/03/2013 - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quarta-feira a aprovação de financiamento de R$ 733,5 milhões ao governo de Mato Grosso do Sul para viabilizar a execução do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Regional. A operação inclui as linhas Logística-Modal Rodoviário e BNDES Estados, contemplando obras viárias, construção e ampliação de unidades universitárias, construção de hospital e apoio aos arranjos produtivos locais.

AE, Agência Estado

06 de março de 2013 | 16h23

A colaboração financeira do BNDES corresponde a aproximadamente 60,6% dos projetos, orçados em R$ 1,2 bilhão. Segundo o banco, o projeto prevê a pavimentação e readequação de 422 quilômetros de rodovias, revitalização de outros 696 quilômetros e implantação e adequação de intercessões e acessos, beneficiando 29 municípios sul-mato-grossenses.

Em Campo Grande, a construção de uma unidade da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) vai empregar 300 profissionais de ensino superior, beneficiando 1,8 mil alunos e 24 mil usuários de serviços de saúde. Já a ampliação da unidade da instituição em Dourados vai abrir vagas para 50 novos profissionais, aumentando a oferta de vagas em mais de 500 estudantes.

Com a construção do Hospital Regional de Três Lagoas, serão criados 400 empregos. A obra vai beneficiar 250 mil pessoas, com previsão de 7,5 mil internações e 84 mil atendimentos ambulatoriais por ano. Outro item contemplado é o apoio aos arranjos produtivos locais, a partir da estruturação de atividades tradicionais desenvolvidas pelas comunidades e de iniciativas que visem a organizar novas áreas econômicas, com o uso sustentável dos recursos naturais da região. Essas atividades deverão gerar 600 empregos diretos, beneficiando um público total de mil pessoas. No total, as ações deverão gerar 4.350 empregos diretos, segundo cálculos do BNDES.

Tudo o que sabemos sobre:
BNDESMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.