Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

BNDES lança aplicativo de financiamento para pequenas empresas

Banco de fomento quer aproveitar a Feira do Empreendedor organizada pelo Sebrae-SP, que acontece até dia 21 no Anhembi

Renato Jakitas, O Estado de S. Paulo

11 de fevereiro de 2017 | 05h00

O BNDES lança oficialmente hoje na cidade de São Paulo seu aplicativo para as micro e pequenas empresas. O banco de fomento quer aproveitar a Feira do Empreendedor organizada pelo Sebrae-SP, que acontece até dia 21 no Anhembi, para tantar corrigir as falhas de comunicação junto a um público que, em geral, não sabe que pode contar com linhas de financiamento subsidiadas pela instituição.

O aplicativo é a segunda empreitada do banco nessa seara - a primeira havia sido o BNDES Agro, que permite simular condições de empréstimos para o produtor rural. O app que tem versão para pequenas empresas já está disponível no Google Play, para smartphones que utlizam o sistema operacional Android, e na Apple Store, para celulares da Apple. 

O Estado testou a versão Android e ficou com a impressão de que o projeto mirou principalmente o empreendedor que já iniciou o processo de requisição de crédito no BNDES. Isso porque, das quatro operações possibilitadas pelo app, três são de consulta, seja de andamento de processos, de máquinas e fornecedores cadastrados, e uma de operações favoritas escolhidas pelo empresário. 

O grande pecado dá-se justamente no gráfico em que o aplicativo apresenta ao empresário as opções de financiamento. Ao clicar ali, o usuário é redirecionado para fora do app, no site do BNDES, que pelo menos é adptável à tela do smartphone, mas tornando a operação muito mais lenta.

"Esta é a primeira versão do aplicativo, vamos promover algumas atualizações e o problema do redirecionamento é um dos pontos que será resolvido", conta o superintendente da área de operações indiretas do BNDES Marcelo Porteiro.

Um dos recursos que deve ser acrescentando ná numa próxima atualização, segundo o executivo, é de lembre em forma de mensagens na tela do celular. "Quando o processo, por exemplo, contar com um novo status, o aplicativo vai avisar o empresário", diz ele.

Financiamento. Conhecido por suportar financeiramente projetos de grande porto nos últimos anos, mais recentemente a presidente do BNDES, Maria Marques, tem afirmado que pretende ampliar os aportes para as pequenas empresas. No ano passado, o BNDES disponibilizou R$ 27 bilhões para o setor. Basicamente, o banco tem quatro linhas para empreendedores de pequeno e médio porte, com ticket médio de crédito que parte de R$ 10 mil e pode chegar a quase R$ 4 milhões.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.