BofA recomenda exposição menor à indústria do Brasil e maior ao setor financeiro

Estrategistas do Bank of America Merrill Lynch recomendaram nesta terça-feira redução de exposição a ações de segmentos industriais do Brasil e substituição de parte destes papéis por ações de companhias do setor financeiro.

Reuters

08 de janeiro de 2013 | 09h44

Em relatório, os estrategistas Felipe Hirai e Marina Valle mantiveram sua avaliação de que 2013 será um ano melhor para o mercado acionário brasileiro, conforme o crescimento global acelera, a liquidez nos mercados financeiros continua farta e a busca por retornos maiores continua diante preços atraentes de alguns ativos.

Os estrategistas elevaram recomendação sobre ações do setor financeiro de "underweight" (abaixo da média do mercado), para "equal-weight" (dentro da média), citando que o Bradesco deve se beneficiar da esperada recuperação da atividade da economia e de mudanças nos termos de implementação do acordo da Basileia 3. Eles citaram ainda ações da BM&FBovespa, que continuam relativamente baratas em relação a pares internacionais.

Ações do setor industrial como Iochpe Maxion tiveram performance acima da média recentemente, levando o BofA a recomendar realização de lucros por investidores. No caso da Petrobras, preocupações sobre geração de fluxo de caixa e resultados estão pesando sobre a confiança.

(Por Guillermo Parra-Bernal)

Mais conteúdo sobre:
BANCOSBOFAINDUSTRIABANCOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.