Boko Haram ataca principal cidade do nordeste da Nigéria

Insurgentes islâmicos atacaram neste domingo os arredores da principal cidade do nordeste da Nigéria, Maiduguri, desencadeando um tiroteio com soldados que matou pelo menos oito pessoas, disseram testemunhas e uma fonte de segurança.

REUTERS

01 Fevereiro 2015 | 09h55

O grupo militante Boko Haram já matou milhares desde que lançou sua revolta em Maiduguri há cinco anos e quer que a cidade se torne a capital de um estado islâmico separado.

"Há artilharia pesada acontecendo. Todo mundo está entrando em pânico e tentando fugir da área", disse Idris Abubakar, um residente da periferia da cidade.

A crescente violência pelos insurgentes é uma grande dor de cabeça para o presidente Goodluck Jonathan, que enfrenta eleições em 14 de fevereiro.

A eventual conquista de Maiduguri seria uma grande vitória para o Boko Haram, que atualmente controla principalmente áreas rurais ao longo das fronteiras de Camarões e Chade, que, juntas, formam um território do tamanho da Bélgica.

O morador Babagana Lawan disse que uma granada caiu sobre sua casa, matando seu irmão e dois trabalhadores que vivem com ele.

Uma fonte de segurança confirmou que o ataque ocorreu, mas disse que tropas tinham sido mobilizadas para tentar repelir os insurgentes.

Uma fonte do hospital disse que oito corpos foram levados para lá após os combates.

O Boko Haram se tornou a principal ameaça de segurança para a estabilidade da maior economia da África e grande produtor de petróleo, e cada vez mais ameaça a seus vizinhos.

(Por Lanre Ola)

Mais conteúdo sobre:
NIGERIA BOKOHARAM ATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.