Boleiro itinerante é afiado nas respostas

 

21 Outubro 2010 | 09h37

Na tarde de segunda-feira, o blog do Paladar lançou um convite aos leitores: enviar as dúvidas sobre o preparo de bolos para o site do caderno. Era uma preparação para a reportagem de capa desta edição. A resposta foi rápida. Em menos de 24 horas 76 leitores enviaram suas perguntas.

E em meio à participação entusiasmada dos leitores uma figura se destacou: o professor de Confeitaria e Panificação do Senai, Miguel Dariani. Em vez de enviar perguntas, ele passou a responder às questões dos leitores. Com receio de que fosse um troll (como são chamadas as pessoas que entram em blogs para bagunçar as discussões), começamos a ler atentamente o que o professor escrevia.

E não é que ele estava respondendo a tudo direitinho mesmo? Com clareza e cordialidade respondeu a mais de 20 perguntas. Resultado: ligamos para descobrir quem era ele.

Miguel tem 47 anos, é professor do Senai há 24. Ele mora em Campinas, mas passa a semana viajando pelo interior do Estado de São Paulo, ministrando treinamentos e cursos de especialização em confeitaria e panificação. Onde fica a escola? Na estrada. "É uma escola móvel do Senai, uma padaria completa, com forno, batedeira, montada numa carreta de 14 metros por 2,40 metros de largura", conta.

Nesta semana, quando conversou com o Paladar ele estava em Franca. Disse que sabia que estava estragando um pouco a brincadeira do Paladar respondendo às perguntas dos leitores. Mas achou que era uma oportunidade interessante de contribuir, com seus conhecimentos.

 

 

Veja também:

linkS.A.F.B. - Serviço de Atendimento ao Fazedor de Bolo

linkO molho italiano da secular discórdia

linkNo encontro dos chefs, Slow Food e sustentabilidade

linkEnsolarado picles do Marrocos

linkMedir, misturar, assar e decorar

linkO encontro de Lafite com Catena

linkEm memória de Marcel Lapierre

linkCada vez mais espaçoso

linkCafé Serra da Grama vai à festa da francesa Hédiard

linkCarta da Talchá terá ‘rooibos’ e ‘pu-ehr’

blog Blog do Paladar

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.