Boliviano depõe sobre mortes em Ferraz de Vasconcelos

O boliviano que encontrou o corpo da namorada e dos quatro filhos dela na noite de segunda-feira, 16, em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, vai prestar depoimento na tarde desta terça-feira, 17, na Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). O delegado do DHPP, Itagiba Franco, reuniu-se nesta manhã com policiais da Delegacia de Homicídios de Mogi das Cruzes, que atendeu a ocorrência, e decidiu encaminhar a testemunha para depor em São Paulo.

EDGAR MACIEL, Agência Estado

17 de setembro de 2013 | 17h04

O delegado Itagiba, que assumiu a investigação, disse que também espera os laudos dos alimentos consumidos pelas vítimas, que foram encaminhados para a perícia e que poderão confirmar a suspeita de um possível envenenamento.

Caso

Segundo informações preliminares, o boliviano visitou a família na casa pela última vez no domingo, 15, acompanhado pela filha. Na noite de segunda-feira, 16, após não receber notícias da companheira, ele foi ao apartamento, mas encontrou a porta fechada. Com a ajuda de outra pessoa, conseguiu entrar no imóvel, em um condomínio de classe média.

Dina Vieira Lopes da Silva, 43, foi encontrada morta sobre a cama no quarto. Duas filhas, de 11 e 9 anos, foram achadas na sala. A filha mais velha, de 17, estava caída no banheiro, e o filho, de 13, em outro quarto.

De acordo com a polícia, os corpos estavam nus da cintura para baixo. Fezes e vômitos estavam espalhados pelo chão do apartamento. A Polícia Civil também requisitou as imagens das câmeras de segurança do condomínio para verificar se alguma pessoa esteve com a família após a saída do boliviano.

Tudo o que sabemos sobre:
mortefamíliaFerraz de Vasconcelos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.