Bolsa garante estudos para salvar freixos

Cientistas de Ohio (EUA) estão perto de vencer a batalha para salvar o que resta dos freixos (árvores da mesma família da oliveira) da América do Norte. Eles receberam US$ 1,4 milhão do governo para continuar a desenvolver árvores resistentes ao devastador Agrilus planipennis, besouro cujas larvas se alimentam da casca interna dos freixos, prejudicando o transporte de nutrientes. / KARINA NINNI, COM AGÊNCIAS

O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.