Bolsas da Europa fecham em alta com renúncia de Mubarak

As principais ações europeias fecharam em alta na sexta-feira, interrompendo uma série de perdas de três dias consecutivos. A notícia de que o presidente do Egito, Hosni Mubarak, renunciou ao cargo impulsionou os ganhos.

REUTERS

11 de fevereiro de 2011 | 15h08

O índice FTSEurofirst fechou com variação positiva de 0,48 por cento, a 1.174 pontos, após atingir a mínima de 1.159 pontos no início da sessão. O índice teve em alta de 0,8 por cento esta semana, estendendo os ganhos acumulados do ano para 4,7 por cento.

Mubarak renunciou à presidência e o vice-presidente egípcio nomeou um conselho militar para controlar o país, anunciou a televisão estatal após 18 dias de protestos em massa contra o governo.

Analistas disseram que os ganhos podem ser ainda maiores na semana que vem.

"As pessoas estão buscando uma desculpa para comprarem. Se a situação for totalmente resolvida no fim de semana, as ações podem muito bem ter maiores avanços", afirmou Giles Watts, chefe de equities da City Index.

As ações relacionadas ao setor energético e mineradoras estiveram entre as mais lucrativas. Ações do BG Group avançaram 3,2 por cento e as do Rio Tinto subiram 1,6 por cento.

(Reportagem por Simon Falush)

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,71 por cento, a 6.062 pontos

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,42 por cento, para 7.371 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 0,15 por cento, para 4.101 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em alta de 0,44 por cento, a 22.695 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 0,11 por cento, para 10.803 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve variação positiva de 0,15 por cento, para 7.969 pontos.

(Reportagem de Simon Falush)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.