Bolsas europeias caem com cautela por zona do euro

As bolsas de valores da Europa fecharam em queda nesta segunda-feira, depois que o ministro alemão de Finanças, Wolfgang Schaeuble, disse ser irrealista esperar uma solução definitiva para a crise de dívida da zona do euro durante a cúpula da União Europeia neste fim de semana.

REUTERS

17 Outubro 2011 | 13h53

O índice das principais ações do continente FTSEurofirst 300 caiu 1,04 por cento, para 965 pontos, tendo alcançado o maior patamar das últimas 10 semanas mais cedo no pregão. O mercado vinha sendo impulsionado recentemente pelo otimismo de que as autoridades estejam agindo o bastante para combater a crise. Porém, os índices reverteram os ganhos após as declarações de Schaeuble.

"Os políticos europeus gostam de fazer declarações grandiosas, sobre ajudar o euro e conter a crise", disse Daniel McCormack, estrategist da Macquarie. "Mas agora há a percepção de que os detalhes são um pouco mais complicados e que a solução pode não satisfazer os mercados."

Os bancos, que se valorizaram com força nas últimas semanas, foram destaque de queda, com o índice do setor bancário recuando 1,8 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,54 por cento, a 5.436 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,81 por cento, para 5.859 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,61 por cento, para 3.166 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 2,30 por cento, para 15.914 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 1,24 por cento, para 8.864 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em queda de 1,38 por cento, para 6.002 pontos.

(Reportagem de Brian Gorman)

Mais conteúdo sobre:
BOLSAEUROPA FECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.