Bomba mata 9 em reunião de líderes tribais no Paquistão

Explosão ocorreu quando grupo discutia formas de expulsar Talebã da região.

Da BBC Brasil, BBC

06 Novembro 2008 | 13h24

Uma bomba matou pelo menos nove pessoas e feriu quase 40 nesta quinta-feira em uma reunião de líderes tribais na área de Bajaur, no Paquistão, segundo funcionários de um hospital local.A bomba foi detonada quando o grupo estava reunido para planejar como expulsar militantes da região como parte de um plano de luta do governo contra o Talebã.Bajaur é um reduto crucial para os insurgentes, com rotas de acesso ao Afeganistão e ao resto do Paquistão.Autoridades dizem que a bomba, detonada por controle remoto, teve como alvo membros da tribo Salarzai. Um dos principais líderes da tribo, Sazlal Karim, estava entre os mortos.ResistênciaEm um incidente separado também nesta quinta-feira, autoridades dizem que pelo menos quatro militantes foram mortos em um ataque aéreo paquistanês em Bajaur.Os jatos teriam como alvo a residência de um militante de comando na região, mas não se sabe se ele está entre os mortos. Tropas do governo têm realizado operações contra militantes em Bajaur desde agosto.Segundo o correspondente da BBC no Paquistão, Ilyas Khan, as tropas continuam a enfrentar forte resistência em diversas áreas, principalmente perto da fronteira com o Afeganistão, apesar de anúncios de sucessos recentes na operação.O Exército está encorajando tribos locais em Bajaur e outras regiões do noroeste paquistanês a enfrentar os militantes do Talebã e da Al-Qaeda.Em resposta, o Talebã tem lançado ataques contra líderes tribais que se opõem ao grupo.CombateEm outubro, quase 30 pessoas foram mortas na explosão de um carro-bomba na região de Orakzai, que tinha como alvo um encontro de centenas de pessoas para discutir como lutar contra o Talebã.O grupo extremista ganhou força em áreas tribais sem lei ao longo da fronteira afegã, onde até recentemente estavam protegidos de ataques americanos.Mas, nos últimos meses, os Exércitos dos Estados Unidos e do Paquistão têm atacado as bases do Talebã, e líderes tribais estão sendo encorajados a travar uma luta armada contra o grupo e também contra a Al-Qaeda.No fim de outubro, autoridades disseram que militantes em algumas áreas de Bajaur haviam prometido abandonar as armas e renunciar à violência.A promessa havia sido feita antes de uma jirga, ou encontro tribal, na área de Mamund, reduto do Talebã. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.