Bombardier faz novo corte

A canadense Bombardier informou ontem que está reduzindo a produção de jatos regionais. O corte vai resultar na demissão de outros 715 funcionários na divisão aeroespacial a partir de janeiro. A Bombardier é a maior concorrente da Embraer em jatos regionais. Neste ano fiscal, a empresa já anunciou 4.360 cortes de empregos na divisão aeroespacional no mundo.

DOW JONES NEWSWIRES, O Estadao de S.Paulo

27 de novembro de 2009 | 00h00

A empresa não deu detalhes sobre o tamanho do corte. "Não há vendas projetadas dos jatos CRJ suficientes para manter os planos atuais de produção", disse Guy C. Hachey, presidente da Bombardier. "Embora estejamos em discussões com diversas empresas aéreas, tivemos de finalizar nossa programação de entrega de jatos para o próximo ano fiscal." A Bombardier disse que continua investindo nos programas de jatos CRJ1000 NextGen, Learjet 85 e CSeries.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.