Bombas ferem mais de 60 no sul da Tailândia

Incidentes vêm uma semana após premiê sugerir que insurgentes estão mais fracos.

Da BBC Brasil, BBC

04 Novembro 2008 | 09h30

Explosões de bomba no sul da Tailândia deixaram mais de 60 pessoas feridas nesta terça-feira. As explosões ocorreram perto de um escritório do governo e em uma casa de chá na província de Narathiwat. Uma das explosões foi de um carro bomba que parecia destinado a atingir autoridades locais que se reuniam no edifício oficial. Em seguida, outra bomba explodiu minutos depois na casa de chá a cerca de cem metros da primeira. Hospitais da região dizem que o estado de muitos feridos é grave. Nenhum grupo se declarou responsável pelo incidente. A polícia suspeita de insurgentes separatistas. Segundo o correspondente da BBC em Bangcoc, Jonathan Head, pequenas explosões ocorrem com freqüência no sul da Tailândia, de maioria muçulmana, mas episódios nesta escala são raros. Os incidentes ocorrem uma semana depois de declarações do primeiro-ministro, Somchai Wongsawat, que, após uma visita a cidades do sul, afirmou que os movimentos insurgentes estariam perdendo força na região. Os conflitos já mataram mais de 2,7 mil pessoas desde 2004. As três províncias no extremo sul da Tailândia formavam um sultanato de etnia malaia até sua anexação por budistas tailandeses em 1902. Nelas, a maioria da população abraça o islamismo e fala um dialeto malaio, e não o tailandês. Além das tensões étnicas, observadores apontam a importância crescente de redes criminosas transnacionais na violência dos últimos anos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
Tailândia protestos thaksin shinawatra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.