Bombeiro admite ter causado morte de fazendeiro pisoteado por vacas assustadas por sirene

Julian Lawford ligou a sirene quando vacas passavam em frente ao carro de bombeiros, fazendo com que os animais se assustassem e pisoteassem o dono.

BBC Brasil, BBC

15 de dezembro de 2010 | 06h17

Fazendeiro estava levando vacas de pasto para local de ordenha

Um bombeiro britânico admitiu ter causado a morte de um fazendeiro que foi pisoteado por sua boiada depois que os animais ficaram assustados com as sirenes.

Julian Lawford se declarou culpado no tribunal de Exeter de causar a morte de Harold Lee por direção negligente. Nas demais acusações, de assassinato culposo e de causar morte por direção perigosa, Lawford se declarou inocente.

O fazendeiro de 75 anos foi pisoteado em agosto do ano passado quando levava as vacas por uma estrada rural perto de sua casa no condado de Somerset, sul da Inglaterra.

O advogado de defesa do bombeiro disse no tribunal que "a confissão reflete o fato de que ele dirigiu o carro de bombeiros com a sirene ligada com o rebanho em sua frente, o que fez com que os animais agissem como agiram, causando a morte".

Sentença

No dia do incidente, Harold Lee estava levando cem vacas leiteiras de um pasto para o local de ordenha, na Fazenda Robins.

Depois de ser pisoteado, ele foi transportado de helicóptero para um hospital em Bath com ferimentos graves na cabeça e no peito. O fazendeiro foi então transferido para um hospital em Bristol, onde morreu seis dias depois.

O bombeiro Julian Lawford foi libertado em condicional e será sentenciado na próxima semana, mas o juiz no caso disse que ele não deve receber pena de prisão.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Somerset , Lawford continuará suspenso de suas funções até receber a sentença.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
bombeirofazendeiromorteboiadaestouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.