Bombeiro é preso no Rio suspeito de homicídio

O cabo do Corpo de Bombeiros Eduardo da Silva Delfim, de 37 anos, foi preso na madrugada de ontem suspeito de participar de um grupo de extermínio que atua na Baixada Fluminense. O militar teria participado do assassinato de Marcos Pereira da Silva, confundido com um ladrão morador da comunidade Venda Velha, em São João de Meriti.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

21 Junho 2011 | 15h12

Delfim era lotado 14º Destacamento Bombeiro Militar, em Duque de Caxias. Paulo Roberto Queiroz de Souza, um comparsa do cabo que fingia ser membro dos bombeiros, foi preso dias depois da execução. Policiais da 64ª DP (São João de Meriti) prenderam o militar com o auxílio de escutas telefônicas, autorizadas pela Justiça.

Mais conteúdo sobre:
bombeiro homicídio prisão Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.