Bombeiros continuam na favela Paraisópolis

O Corpo de Bombeiros mantém 11 viaturas de prontidão na operação montada pela Polícia Militar de São Paulo na favela de Paraisópolis, zona Sul da capital, que no início da noite de segunda foi palco de uma violenta manifestação de parte de seus moradores.Segundo o serviço de comunicação dos Bombeiros, não há previsão para o fim da operação, que também conta com 60 viaturas e 120 soldados policiais militares - a metade deles do Batalhão de Choque.

FABIO M. MICHEL, Agencia Estado

03 de fevereiro de 2009 | 00h45

Tudo o que sabemos sobre:
tumultoParaisópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.