Bombeiros controlam fogo em armazéns no porto de Santos

O Corpo de Bombeiros afirmou na manhã desta sexta-feira, 18, que o incêndio que atingiu armazéns de açúcar da Copersucar no Porto de Santos (SP) foi controlado. Três armazéns ficaram completamente destruídos e um quarto também foi atingido. Cada prédio tinha 9 mil metros quadrados, ainda de acordo com os bombeiros.

TÁSSIA KASTNE, Agência Estado

18 Outubro 2013 | 11h21

O incêndio se iniciou por volta das 6h da manhã desta sexta-feira e as causas ainda são desconhecidas. O Corpo de Bombeiros informou que 25 viaturas e 60 bombeiros atuam no local, agora nas operações de rescaldo. A assessoria de imprensa confirmou que foi preciso bombear água do mar para ajudar no combate às chamas. Oficialmente, duas pessoas foram socorridas no incêndio.

Por meio de comunicado, a Copersucar disse que quatro brigadistas ficaram feridos, sem gravidade, e já estão sendo atendidos. "As causas do incêndio estão sendo apuradas", disse a assessoria da Copersucar por meio de nota.

Os contratos futuros de açúcar demerara, primeiro vencimento, cotados na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), subiam 2,42% por volta das 10h59. Segundo traders, o incêndio no Porto de Santos contribui para impulsionar as cotações da commodity.

Mais conteúdo sobre:
incêndio Santos Copersucar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.