Bons e baratos - a seleção do crítico do Paladar

Maripili

O Estado de S.Paulo

01 Agosto 2013 | 07h48

A mais autêntica tasca espanhola da cidade. Entradas e porções abaixo dos R$ 10, pratos entre R$ 20 e R$ 30.

R. Alexandre Dumas, 1.152, Chácara Santo Antônio, 5181-4422

Effendi

A casa armênia assa as esfihas na hora há 40 anos. O ambiente simples mudou pouco desde 1973. A esfiha de carne também.

R. Dom Antônio de Melo, 77, Luz, 3228-0295

Mocotó

Citar a casa de Rodrigo Oliveira virou lugar-comum quando o assunto é boa relação preço/qualidade. Mas como não falar de petiscos e pratos tão bons e acessíveis? O novo Esquina Mocotó mantém o mesmo espírito. Av. Nossa Senhora do Loreto, 1.100, Vila Medeiros, 2951-3056

Ella.

O curto cardápio alinha sugestões de várias regiões da Itália, com lampejos autorais; o salão não tem luxos, mas guarda lá seu charme; e a cozinha solta boas sugestões, como os agnolotti dal plin.

R. Costa Carvalho, 138, Pinheiros, 3034-1267 e 3031-7110

Tonel

Não há conforto nem formalidades neste autodenominado bistrô português. Mas o bacalhau (legítimo Gadus morhua) é bom e custa bem menos que a média da cidade. Punhetas, bolinhos, à lagareiro... Vá em turma e compartilhe.

R. Antônio das Chagas, 409, Chácara Santo Antônio, 5181-5441

Carlinhos

O clã Yaroussalian virou referência no Pari com seus pratos simples e saborosos. A sequência clássica? Arais (a kafta prensada), bastrmá com ovos e picanha na chapa.

R. Rio Bonito, 1.641, Pari, 3315-9474

La Fiorana

São poucas opções por dia, só no almoço. E, gastando entre R$ 20 e R$ 30, é possível provar a cozinha honesta do italiano Mario Santoni (se tiver malfatti, o nhoque de ricota, peça; se tiver alguma massa ao pesto, peça também).

Al. Joaquim Eugênio de Lima, 209, Bela Vista, 3283-0442

Izakaya Issa

Fiel ao estilo nipônico de botecar, a casa de Margarida Haraguchi tem gosto e cara de Japão. Prove o otoshi do dia, as entradas, especialmente a berinjela assada; e os bolinhos de polvo (takoyaki), feitos na hora. Para não gastar, só fique de olho no consumo de bebidas.

R. Barão de Iguape, 89, Liberdade, 3208-8819

Oiishisa

No almoço de semana, há pratos quentes japoneses triviais. Mas vá no sábado, quando há sugestões ao estilo de Okinawa, com predomínio de ingredientes suínos e do goyá, o melão-de-são-caetano.

R. Bom Pastor, 2.302, Ipiranga, 2129-6731

Bar do Biu

Dependendo do dia e do horário, é difícil conseguir lugar nesse prosaico bar/restaurante de sotaque nordestino. O baião de dois e o pudim de leite compensam a visita. Serve feijoada diariamente.

R. Cardeal Arcoverde, 776, Pinheiros, 3081-6739

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.