Bovespa sobe e fecha na máxima

Investidores venderam ações durante o dia e só retomaram compras no final, seguindo movimento em Nova York

Luciana Xavier, Silvana Rocha e Olivia Bulla, O Estadao de S.Paulo

31 Dezembro 2009 | 00h00

Os investidores realizaram lucros na Bovespa na maior parte da sessão, ontem, e deixaram para retomar as compras a partir do meio da tarde. Assim, o Ibovespa inverteu o sinal para alta e acelerou os ganhos na reta final de negócios. No encerramento, a Bolsa brasileira estava na pontuação máxima, aos 68.588,41 pontos, com ganho de 0,43%. A confiança nos fundamentos das empresas brasileiras e do País amparou a demanda de última hora por ações. O destaque da sessão foi a definição da terceira prévia do Ibovespa, válida de janeiro a abril de 2010 e que conta com 63 ações. Com o resultado, o Ibovespa contabilizou alta de 2,30% em dezembro e recuperou quase toda a perda decorrente da crise econômica mundial, ao registrar valorização de 82,66% em 2009. As Bolsas norte-americanas também viraram para o terreno positivo nos últimos minutos, puxadas pelos ganhos das ações da Alcoa e Intel. O Índice Dow Jones subiu 0,03% e o Nasdaq, 0,13%. O dólar oscilou em meio à disputa em torno da formação da taxa Ptax de fim de ano. A moeda norte-americana encerrou estável, em R$ 1,7430. O juro para janeiro de 2011 subiu a 10,48%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.