Brascan eleva preço-alvo da Vale e projeção de ajuste do minério

A corretora Brascan reviu para cima o preço-alvo das ações da Vale, ao mesmo tempo que elevou a projeção de alta para o preço do minério de ferro em 2010.

REUTERS

21 de janeiro de 2010 | 16h52

Em relatório divulgado nesta quinta-feira, a corretora informou que o preço-alvo para dezembro de 2010 subiu para 52,16 reais, ante 46,28 reais, o que representa um valor 12,4 por cento acima do fechamento dos papéis preferenciais da empresa na quarta-feira.

A corretora destacou que desde a última revisão do papel, feita há dois meses, o mercado de minério de ferro se aqueceu, sinalizando com ajuste de preço mais positivo do que os 10 por cento anteriormente previstos.

"Além do mercado 'spot' chinês apresentar preços atualmente 28 por cento superiores ao observado em meados de novembro, o frete do Brasil para a China atingiu uma expressiva redução de 30 por cento, na mesma base de comparação, aumentando a competitividade do minério brasileiro e tornando-o mais barato no maior mercado consumidor mundial", informou em relatório.

Na terça-feira, o diretor de ferrosos da Vale, José Carlos Martins, disse que a decisão da Vale de operar com frota própria de navios reduziu a pressão no mercado de frete.

A nova previsão da corretora sinaliza aumentos de 25 por cento para o minério em 2010 e de 10 por cento em 2011. Para 2012 a previsão é de estabilidade nos preços.

Se confirmados os ajustes, a corretora estima uma receita 9 por cento superior para a Vale em relação ao que previa.

"Ressaltamos que o cenário apertado na relação oferta-demanda continua presente no setor de minério de ferro, apesar de uma queda de 8 por cento nas importações chinesas no quarto trimestre em relação ao terceiro trimestre de 2009", destacou a corretora, que atribui essa queda às paradas para manutenção de algumas siderúrgicas na China.

"A expectativa local para 2010 é positiva, com algumas fontes chegando a projetar um crescimento de até 9 por cento na produção siderúrgica deste ano", avaliou.

Na semana passada, o banco Merrill Lynch previu alta de 50 por cento para o preço do minério este ano .

(Por Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
MINERACAOBRASCANVALE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.