Brasil atinge marca de 100 milhões de celulares em operação

A base de telefonia celular do Brasil atingiu a casa da centena de milhões de linhas em operação em janeiro, crescendo 15,1% em relação ao início de 2006, segundo dados preliminares da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Apesar disso, esse desempenho marca uma sensível redução no ritmo de crescimento da base de usuários de celulares do Brasil, depois da expansão de 31,3% registrada no mesmo período um ano antes. No mês passado, a planta celular brasileira atingiu 100.717.141 linhas em operação, acima das 99.918.621 ativas em dezembro, o que representa um crescimento mensal de 0,8%. No final do ano passado, a Anatel chegou a especular que a base poderia avançar para além da casa dos 100 milhões ainda em 2006. Entre novembro e dezembro do ano passado houve um crescimento de 2,6% no número de linhas. O comportamento de dezembro para janeiro, portanto, marca também uma redução no ritmo de expansão da base. Em termos de adições líquidas, o mês passado representou um acréscimo de 798.520 linhas ao total computado em dezembro do ano passado e de 13.246.230 na comparação com janeiro de 2006. Nos próximos dias, a agência deve divulgar os dados relativos à participação de mercado das operadoras móveis em janeiro. Em dezembro, a Vivo possuía fatia de 29,08%, seguida pela TIM, com 25,45%, e pela Claro, com 23,9%.

Agencia Estado,

15 Fevereiro 2007 | 15h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.