Brasil capta US$500 mi em reabertura de Global 2037

O Brasil vendeu nesta quarta-feira 500 milhões de dólares na reabertura de uma emissão de bônus global com vencimento em 2037, garantindo remuneração de 6,45 por cento ao investidor.

REUTERS

29 Julho 2009 | 17h27

O Tesouro confirmou que os bônus saíram a 108,63 por cento do valor de face, com spread de 195 pontos-básicos sobre os Treasuries comparáveis.

O governo vendeu inicialmente os bônus com vencimento em 2037 em janeiro de 2006, a 7,557 por cento, reabriu a operação em março daquele ano, a 6,831 por cento, e novamente em janeiro de 2007, com um rendimento de 6,635 por cento.

Mais cedo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que a emissão era uma "ousadia do governo" num teste sobre a confiança dos investidores no país.

O Brasil é classificado como "BBB-" pela agência de classificação de risco Standard & Poor's e pela Fitch. Já a Moody's classifica o país como "Ba1", um degrau abaixo da faixa de grau de investimento.

A liquidação da operação ocorrerá no próximo dia 5. O governo conta com a prerrogativa de vender mais 25 milhões de dólares do bônus no mercado asiático.

(Reportagem de Isabel Versiani)

Mais conteúdo sobre:
MERCADOS EMISSAO RESULTADO ATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.