Brasil doará US$ 20 mi para campanhas de vacinação

O governo brasileiro vai doar amanhã, em Londres, US$ 20 milhões para a organização Aliança Global para Vacinas e Imunização (Gavi, na sigla em inglês). A Gavi é uma iniciativa internacional lançada há 11 anos, cujo objetivo é permitir o acesso mundial à vacinação. As ações, nos últimos dez anos, preveniram pelo menos cinco milhões de mortes. Mas a organização calcula que cerca de dois milhões de crianças com menos de cinco anos morrem em decorrência de doenças que podem ser prevenidas.

EQUIPE AE, Agência Estado

12 de junho de 2011 | 12h29

A doação do Brasil será feita durante a conferência da Gavi, que reunirá especialistas de vários países para discutir as medidas que devem ser adotadas para aumentar as oportunidades de acesso às vacinas, fortalecer os sistemas de saúde e imunização e colocar em prática novas tecnologias de imunização.

O objetivo da conferência é garantir o cumprimento dos Objetivos do Milênio de 2015, reduzindo em dois terços o número de crianças que morrem com menos de cinco anos. Para assegurar esta meta, a Gavi calcula que serão necessários US$ 3,7 bilhões para os programas de imunização no período de 2011 a 2015.

De acordo com a organização, de uma forma geral houve progressos nos sistemas de vacinação e imunização no mundo. Porém, cerca de dois milhões de crianças morrem, todos os anos, de doenças que podem ser prevenidas. A maior parte das mortes ocorre em países pobres, por causa de problemas decorrentes de pneumonia e diarreia - responsáveis por 40% do total de mortes.

Além dos países desenvolvidos e de alguns em desenvolvimento, como o Brasil, são parceiros da Gavi a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Fundo das Nações para a Infância (Unicef) e o Banco Mundial, além de indústrias de vacinas, agências técnicas e de pesquisa e organizações não governamentais (ONGs). As informações são da Agência Brasil.

Mais conteúdo sobre:
DoaçãoBrasilvacinaçãoGavi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.