Brasil e Colômbia discutem cooperação

Começa hoje encontro entre representantes de 54 instituições de ensino superior da Colômbia e das universidades estaduais paulistas - USP, Unicamp e Unesp -, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e do Senai. O tema é a intensificação da cooperação e a ampliação do intercâmbio Brasil-Colômbia.

O Estado de S.Paulo

11 de março de 2013 | 02h06

O encontro ocorre na Universidade Mackenzie, e a agenda se estende até o dia 13. Com apoio dos Ministérios da Educação e das Relações Exteriores dos dois países, as reuniões fazem parte das Missões Acadêmicas para a Promoção da Educação Superior na América Latina (Mapes 2013), estratégia do governo colombiano desde 2009 para promover a internacionalização da educação superior - um programa similar ao Ciência sem Fronteiras, do governo brasileiro.

O relacionamento Brasil-Colômbia no campo do ensino superior vem se intensificando nos últimos anos. Segundo a missão colombiana, o País será em 2013 o que receberá o maior número de bolsas no Programa Estudante-Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG), mantido pela Capes. Das 250 bolsas para este ano, 108 (43,2%) serão destinadas aos pesquisadores colombianos que desenvolverão estudos no Brasil.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, o número de universitários colombianos que se dirigem ao Brasil vem aumentando: em 2007, foram expedidos 595 vistos, e, em 2011, 1.329.

Além dos encontros entre gestores, será realizado o painel de discussão Cooperação Acadêmica Colômbia-Brasil. Também será realizada uma exposição das instituições da Colômbia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.