Brasil exporta recorde de 29,3 mi sacas de café em 2008

As exportações de café verde e industrializado do Brasil alcançaram um recorde de 29,38 milhões de sacas em 2008, informou nesta quinta-feira o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), o que gerou uma receita também recorde de 4,7 bilhões de dólares no ano. Os embarques de café verde do Brasil fecharam 2008 com alta de 5,2 por cento na comparação com 2007, somando um total de 26,09 milhões de sacas de 60 quilos. Já as vendas externas de café solúvel apresentaram queda de 1,7 por cento no ano ante 2007, somando o equivalente a 3,29 milhões de sacas. O total das exportações indica uma variação positiva de 4,4 por cento em relação ao volume vendido em 2007 (28,15 milhões de sacas) e de 22,1 por cento em comparação à receita obtida naquele ano (3,8 bilhões de dólares). As exportações de café arábica atingiram 24,02 milhões de sacas entre janeiro e dezembro de 2008, contra 23,4 milhões no mesmo período de 2007, enquanto que as de robusta chegaram a 2,06 milhões de sacas em 2008 ante 1,39 milhão no ano anterior. DEZEMBRO Em dezembro, as vendas externas de café verde do Brasil somaram 2,96 milhões de sacas de 60 quilos, volume 43 por cento maior do que o registrado em igual mês de 2007. Os embarques de café arábica atingiram 2,8 milhões de sacas em dezembro, ante 2,02 milhões de sacas no mesmo mês de 2007, enquanto os de robusta ficaram em 152,9 mil sacas, contra 50,7 mil em igual período do ano anterior. As vendas externas de café solúvel atingiram o equivalente a 232,7 mil sacas, contra 314,2 mil em dezembro de 2007. O montante recorde total de 3,2 milhões de sacas de café verde e industrializado gerou em dezembro uma receita total de 481,2 milhões de dólares, 34,7 por cento a mais do que os 357,2 milhões de dólares no mesmo mês de 2007. "Esse desempenho assegura ao Brasil uma participação de mercado em torno de 31,5 por cento do consumo dos países importadores, e reafirma os atributos de qualidade e competitividade do café brasileiro no mercado internacional", disse o diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga. Segundo os dados da entidade, Santos continua sendo o principal porto de embarque do café brasileiro, com 17,8 milhões de sacas durante o ano passado, o que representa 68,2 por cento do total exportado. (Por Camila Moreira)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.