Brasil na lista dos ´10 mais´ do combate à mudança climática

Poucos dias depois de receber o "Fóssil do Dia" como país que mais atrapalha as discussões sobre o futuro dos acordos mundiais contra a emissão de gases causadores do efeito estufa, o Brasil recebe um afago das ONGs que acompanham as discussões da ONU sobre o tema, em Nairóbi, no Quênia, ao ser incluído na lista dos 10 países que mais se esforçam para evitar o aquecimento global. Mas "não há ganhadores" na lista, adverte Matthias Duwe, da Rede ação Climática - Europa, um dos dois grupos responsáveis pelo ranking. "Só há países que aparecem melhor na comparação com os outros". Das 56 nações ranqueadas, Suécia, Reino Unido e Dinamarca são os países que melhor se comportam frente ao problema. O Brasil aparece em oitavo lugar na lista, atrás da Argentina, mas à frente da Suíça e da Índia.Os EUA ficaram em 53º lugar, à frente apenas de China, Malásia e Arábia Saudita. Os Estados Unidos são os maiores emissores de gases do efeito estufa, e suas emissões subiram 16% entre 1990 e 2004. Os cálculos para composição do ranking foram feitos pelo grupo ambientalista Germanwatch, e levaram em conta níveis de emissão, tendências de emissão e políticas climáticas.Na Suécia, cerca de 25% da energia consumida, em 2003, vinha de fontes renováveis. Isso é mais de quatro vezes a média européia, de 6%. Abaixo, os 10 países mais bem posicionados e os 10 "lanterninhas" do ranking:Top 10 1. Suécia 2. Reino Unido 3. Dinamarca 4. Malta 5. Alemanha 6. Argentina 7. Hungria 8. Brasil 9. Índia 10. Suíça Últimos 10 47. Austrália 48. Coréia do Sul 49. Irã 50. Tailândia 51. Canadá 52. Casaquistão 53. EUA 54. China 55. Malásia 56. Arábia Saudita

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.