Brasil produzirá medicamento para doença de Gaucher

O Ministério da Saúde anunciou um acordo de R$ 1,25 bilhão com a multinacional Pfizer para transferência de tecnologia da produção da taliglucerase alfa, um remédio experimental para doença de Gaucher, provocada por uma falha no metabolismo de gorduras. Em cinco anos o remédio passará a ser produzido pelo laboratório público Bio-Manguinhos. O valor do contrato, que deve ser formalizado na sexta, equivale ao total de compras feitas pelo governo para atender os pacientes do SUS: R$ 250 milhões anuais. Segundo o ministério, a transferência deve gerar economia de R$ 70 milhões no período.

Lígia Formenti, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.