Brasileiro brinca com superstição: 13ª missão à ISS

O astronauta brasileiro Marcos Pontes e seus colegas russo e americano tiveram algumas horas de tranqüilidade antes de partirem para a Estação Espacial Internacional (ISS)."Estamos incrivelmente calmos. É algo que só podemos explicar pelo fato de estarmos prontos", disse o astronauta da Nasa Jeffrey Williams, que permanecerá por seis meses no espaço com o cosmonauta Pavel Vinogradov.O astronauta brincou com a superstição: esta é a 13ª expedição à ISS e, hoje, um eclipse do Sol foi observado em várias partes do mundo, inclusive no Brasil e no Casaquistão, onde fica a base de lançamento. "Creio que é uma coincidência bastante interessante. Muitos perguntam sobre o número 13, o eclipse e o alinhamento dos astros. Acho que tudo está se alinhando para uma boa missão."O cerimonial de lançamento das naves russas tem muito dos atos do primeiro homem a ir para o espaço, o russo Yuri Gagarin. Ele usou as mesmas instalações que a tripulação atual e partiu da mesma base de lançamento. "Gagarin é um ídolo para mim. Aqui tive a oportunidade de ver os locais onde passou e treinou, e também pude conhecer como a nação encara sua personalidade", disse Pontes. Alguns membros da missão compararam os dois astronautas, especialmente por sua simpatia.

Agencia Estado,

29 de março de 2006 | 20h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.