Brasileiro é morto durante briga em Portugal

Segundo a polícia, suspeito pelo crime foi preso e também é brasileiro e briga teria começado por uma dívida

Jair Rattner, BBC

09 de setembro de 2008 | 13h48

Uma briga de bar resultou na morte de um brasileiro em Portugal na segunda-feira, 8. Roberto Rivelino da Silva, de 36 anos, natural do Mato Grosso do Sul, foi morto com uma facada no coração durante a madrugada. A polícia portuguesa afirma já ter prendido o suspeito pelo homicídio e diz que ele também é brasileiro, tem 28 anos e esta ilegalmente em território português. O nome do suspeito não foi revelado pelo fato de o processo estar em "segredo de Justiça". Ainda de acordo com a polícia, junto com o suspeito foi apreendida uma faca que teria sido usada no crime. Roberto Rivelino estava em Portugal havia pouco tempo, desde 2 de agosto. Ele vivia em Lisboa, mas foi visitar familiares no Porto. No domingo à noite, ele saiu com um sobrinho e foi ao Café Korá, um bar que fica em uma galeria comercial no centro da cidade do Porto, local onde costumam ir brasileiros e africanos. Após a meia-noite, o sobrinho de Roberto foi abordado por outros homens que, segundo versões iniciais sobre o caso, estavam cobrando uma dívida - o valor em disputa seria inferior a 100 euros. Começou uma discussão, empurra-empurra, e os envolvidos foram para fora do bar, para perto do banheiro da galeria comercial. Roberto teria entrado no meio para apartar a briga. Segundo um frequentador do café, parecia que a situação tinha ficado calma e as pessoas já estavam voltando para dentro do bar quando ele levou uma facada e caiu no chão. Uma ambulância foi chamada. O socorro teria chegado rapidamente no local e os esforços de reanimação duraram mais de 30 minutos, mas Roberto faleceu no local. O dono do café, que não quis se identificar, afirmou que os brasileiros não eram clientes habituais. O corpo de Roberto foi levado para Lisboa, onde será entregue aos familiares que tem na cidade.    BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.