Brasileiro sente 'pressão social' para economizar

Desde o "apagão" de energia elétrica de 2001, os brasileiros sentem pressão social para poupar energia em seu dia a dia. Hoje, 82% dos brasileiros se sentem pressionados por familiares, amigos e colegas de trabalho para reduzir os gastos de energia. Essa é uma das conclusões de um estudo realizado pela empresa de consultoria Accenture, com 9.108 pessoas em 17 países.

, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2010 | 00h00

No entanto, os consumidores ainda não sabem o que fazer para reduzir ainda mais o seu consumo de energia. "As pessoas sabem que devem trocar lâmpadas incandescentes por fluorescentes e também estão atentas a eletrodomésticos com selo de eficiência", diz Ricardo Lima, líder da Accenture para empresas de energia.

Lima estima que o brasileiro terá outros meios de economizar energia quando novas tecnologias para medir o consumo se tornarem disponíveis no Brasil. "Os chamados medidores inteligentes, que já começam a ser usados em países da Europa, deverão fazer parte da vida dos consumidores brasileiros somente daqui a cinco ou sete anos", prevê o executivo . / A.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.