Brasileiros temem mais gripe suína do que pneumonia

Para um terço dos brasileiros, o vírus H1N1, da gripe suína, é mais letal entre as crianças menores de 2 anos do que as doenças pneumocócicas (pneumonia, meningite, bacteremia, septicemia e otites).

AE, Agencia Estado

22 Agosto 2009 | 18h58

De acordo com a pesquisa ?Protege Brasil?, divulgada ontem pelo Ibope, que ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios do País, 31% dos entrevistados temem mais a nova gripe do que as enfermidades causadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae (pneumococo). ?O medo do desconhecido é natural. Quando se tem um vírus novo é comum que as pessoas tenham mais receio?, diz o presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Juvêncio Furtado.

Em São Paulo, a Secretaria Estadual da Saúde informou ontem que 179 pessoas infectadas pelo vírus H1N1 morreram no Estado. Boletim do Ministério da Saúde do dia 18 aponta que 368 vítimas da doença morreram no País.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que as doenças pneumocócicas são a principal causa de morte de crianças de até 5 anos no mundo, com cerca de 1 milhão de casos por ano. No Brasil, calcula-se que o índice de mortalidade seja de 5 crianças por mil apenas no primeiro ano de vida. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
gripe suínamortesIbope

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.