Briga de gangues deixa duas mulheres feridas no PR

Um grupo de punks, provavelmente em confronto com alguns skinheads que estavam em uma lanchonete, no centro de Curitiba, destruiu o local e feriu a faca duas mulheres, uma delas de forma grave, na madrugada de hoje. De acordo com a polícia, 16 pessoas, entre elas quatro menores, foram detidas. A maioria deve ser liberada ainda hoje, mas continuarão respondendo a inquérito por agressão. Apenas Alexandre Emanuel de Oliveira, de 21 anos, permaneceria preso em flagrante, acusado de tentativa de homicídio. Segundo a Polícia Militar (PM), as agressões aconteceram por volta da meia-noite, quando os punks teriam visto o grupo rival na lanchonete. Pedras foram arrancadas do calçamento e muitas mesas, cadeiras e a porta da lanchonete foram destruídas. Pedaços de pau também foram usados como armas. A polícia foi chamada e, quando chegou, recebeu a informação sobre as clientes esfaqueadas. O serviço de atendimento a emergência foi chamado e elas foram levadas ao hospital. Em uma delas o ferimento foi superficial, mas a auxiliar de enfermagem Karina Letenar, de 26 anos, precisou passar por cirurgia no Hospital Evangélico, onde trabalha. De acordo com as informações, ela está em estado grave.

WLADIMIR BRUNO PISANI D´ANDRADE, Agencia Estado

22 de dezembro de 2007 | 15h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.